quarta-feira, 1 de abril de 2015

Clara - Deuses não vivem

PS : É uma continuação do conto da Clara, depois organizo tudo, sou preguiçosa com isso.

  Os donos da casa chegam e vem me ver, não sei porquê. A mulher corre atrás de Christian e diz :
- Filho !! O que você fez ?
- Ele chegou falando de heroína - eu falei

  O homem logo me olha com um raiva :

- Eu te adotei por pena e você dá drogas para ele....
-Eu não fiz nada, ele chegou assim aqui. - disse assustada
- Você é um objeto...- ele diz - Apenas é bonita, não tem nada além....

Eles levam Christian pra longe...
Dentro de uns 20 minutos a ambulância chega.
Queria saber tanto o que  Christian esconde...

  Eu não lembro nada do meu passado antes do orfanato. Não sei se era melhor ou pior ou sei lá. Só sei que mal cuidam de mim, não ganho tanta comida ou roupas. Muito menos carinho. Christian tinha problemas com drogas muito antes de saber que eu existia. Nunca entendi porque. E ele sempre me olha diferente, temos 5 anos de diferença de idade. Só o fato de pensar que enquanto eu tentava existir com meus meses de vida, ele já entrava na creche e bulinava algumas garotas. Não que não goste dele, só não confio tanto. Eu não ando indo para escola esse ano, não se esforçaram pra me por. Acredito que por preguiça e porque no dia andavam ocupados se esfregando e gritando. O homem ou melhor, senhor loli , porque não sei o nome dele, me trata mal perto da senhora Dominatrix ( tem coisas bizarras numa gaveta dela), porque assim ela incentiva eu ficar só com ele. Ai sozinho, ele é carinhoso e chega até me alimentar. Esses dias ele quis me dar um banho. Ai nesse banho passou a mão em lugares meio particulares. Até gostei, só não entendi nada...

Minha auto estima desde que me lembro é horrível. Me sinto mal o tempo todo. Depois que saem fico experimentando as minhas roupas, como agora. Não  tenho muitas peças, mas são bonitas. Lembro que compraram tudo de última hora. Eu amo uma saia meio anime que tenho. Sabe, saía semi-curta xadrez vermelho. Ai ponho aquelas meias até a coxa. E ai ponho minha blusa que tem um panda kawaii. Amo esse look. Fico feliz com ele.

- Que linda você ficou! - Disse o Sr Loli que tava quieto na porta
- Aaa obrigado..- Digo meio constrangida
- Por que essa vergonha ? Você é tão bonita,  bonequinha. - Ai ele fica atrás de mim me abraçando e olhando no espelho
- Não sei...

Ai ele se ajoelha e olha nos meus olhos :

- Que tal assim : Você se arruma com um banhinho, usa as coisas da sua mãe e se arruma de novo e ai põe essa roupa. Então?  - Tá - digo  com aquela voizinha tímida
- Olha, siga essas instruções - ele me dá um livreto e uma caixa com remédios.
- Tá bom...
  Vou ao banheiro e leio o livreto.
" Passo 1 : Ponha o supositório...."
  Eu fiquei meio " Quê!?", mas fiz tudo certo..
  Entrei na banheira e comecei a me lavar normalmente. De repente, ele entra também.
- Que água gostosa! - diz ele - Como vai seu banho, dama ?
- Bom
- Que ótimo - ele sorri muito - Mas sabe podemos brincar também
  Eu sinto algo pegando na minha bunda.
- Que isso ?!? - falo assustada
- Meu dedo
- Faz parte da brincadeira ?
- Sim, claro !

  Fico em silêncio.

- Que tal eu explicar as regras, você pode ter ficado sem entender . Assim, você tem mexer no meu pássaro bem rápido até ele espirrar e esse espirro tem que ir no seu rosto, e se você não conseguir, eu tenho que por meus dedos nos seu bumbum. O que acha ? - diz ele animado
- Tá, talvez seja divertido.

  Então eu pego no tal pássaro e começo a mexer nele bem rápido. Minha mão não consegue pegá-lo por completo, ai tenho que segurar firme. E o Sr  Loli fazia umas caras de feliz, dava gemidos. Ai ele disse "Tá quase chegando lá, falta pouco". Ai já fui posicionando meu rosto perto e de repente um líquido branco viscoso vai na minha cara.

- Eu ganhei - comemoro - ee
- Muito bem, você me venceu facim. - Ele fala animado.
- E o que é esse líquido ? - pergunto
- Pegue um pouco, é comestível.
- Hmmm - pego um pouco que ficou no meu rosto - até que tem um gostinho bom. Gostei - Sorriso
- Que bom, depois te do mais.

  Ele sai antes de mim, vou preparar umas surpresas pra você, disse. Eu fico mais um pouco. Depois de um tempinho saio. Ele tinha pegado o estojo de maquiagem da Senhora Dominatrix pra mim. Eu sei passar certo. Às vezes usava escondido. Ai arrumo meu cabelo.

  Volto pro meu quarto e ponho aquela mesma roupa. Ele chega com uma coleira :

- Coloque , ficará linda- ele me dá.
  Coloco rapidamente e ele sorri e fica atrás de mim olhando pro espelho como antes.
- Ficou legal mesmo - digo
- Não está linda ?
- É
- Oras menina,  fale a verdade, está incrível !! Eu até beijaria como o faço com a sua mãe.
- Não sei...
- Realmente, você é mais bonita que ela. Merece mais.

  Ele abaixa minha calcinha e começa a mexer com bumbum com o dedo. Fico quieta...A sensação até que é boa.... Não sei o que ele faz..Ai ele começa a me beijar como se fosse parceira dele. Ai ele me joga na cama de bruços e continua isso do dedo e os beijos. Ai ouço o som de zíper e ele põe aquele pássaro na minha bunda. Ele meio que parece muito mais grosso que o dedo. A sensação com ele é melhor, mais quente e parece mais macio...Ele fica fazendo o mesmo do  que fazia  com dedo, entrando e saindo, isso era bom... Eu me sentia bem.... Depois de várias sequências disso, eu sinto um quentinho.

  Ele deita ao meu lado e diz :
- Eu te amo muito.....

Nenhum comentário:

Postar um comentário