quarta-feira, 4 de março de 2015

Relato 133...

  Não ligo mais para o mundo como antes. As coisas andam muito previsíveis e o meu desprezo por gente apenas cresce mais. Acho que não vale a pena perder tempo com elas, a não ser, que seja uma exceção, um erro da natureza. Estas sim, valem o infinito, talvez mais..
  Talvez a maior mudança agora seja o foda-se mais presente. Eu ando mais indiferente com tudo. Claro que é um pouco triste, porém me ajuda a não matar e a não fazer insanidades. Isso traz problemas às vezes.... eu não gosto de ser assim, só que ao mesmo tempo isso ajuda eu ter calma. Achar o ponto de equilíbrio entre o foda-se e a magia talvez seja o que mais quero agora.
  Ultimamente ando querendo ser mais artista do que qualquer coisa. Sabe, me do bem com isso, gosto muito ..Aaa deixa..

Nenhum comentário:

Postar um comentário