quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

O céu negro

  Era um dia qualquer de inverno num país tropical e estava tudo mal...Ruby havia perdido seu irmão na guerra, ela o amava muito, aquele irmão negro, forte e viril. As nuvens vinham de jeito, como cliche de Hollywood, trazendo chuva e ventos mais rápidos que um russo atrás de comida na época de Stálin.
  A Ruby, ruiva, olhos verdes, um sonho de garota, estava só numa praça da cidade, desolada com a morte de seu irmão. As lágrimas desciam seu rosto albino e ruivo, passando por seus lábios, a fazendo sentir o gosto salgado da dor. Uma luz negra surge, cobrindo parte da praça. Isso não surpreende ela, ela não é racista. Um anjo negro, com um pergaminho aparece e se aproxima dela :

- Não vai perguntar se vou te levar pro inferno? - diz o anjo
- Por quê?  Não é só porque é negro que é mal ou sei lá. - diz Ruby
- Boa garota, assim que gosto, assim que deviam ser! Sabe de uma coisa, Deus é racista ! Só consegui esse posto porque sou forte, a maioria desiste e vai trabalhar com Lulu, aquele metrosexual pervertido.
- Tinha algo pra mim?
- Aa sim, você vai pro céu.
- Por que?
- Porque é ruiva.
- Mas isso não tem sentido.. - diz Ruby confusa
- É o mundo criança.
- Por que eu?
- Aa, fizeram uma área lá no templo, mais um paraíso, são meio - ele sussurra- fascistas. É um paraíso para negros.
- Aa, o que vocês tem com ruivas? - diz ela indignada
- São fascistas, moça.
- Ainda não entendo....
-  Começaram essa de dividir essas dimensões pós-morte porque existiam brigas. Alguns nazi eram cristãos, alguns ruivos cristãos. Acabavam indo pro mesmo lugar e guerreando, quebravam tudo. E sabe, é caro manter um paraíso. Se bem que isso acontece mais com coisas de ocidentais .
- Não quero ir....
- Por que? Tem negros lá?  Acha errados negros no céu!?!?
- Não, não..
- Sua racista! ! Escravocrata, gosta de um negão numa colera nú pra você abusar? Fazer as sujeiras ruivas nele.
- E você que aparece do nada pra me encher com essas suas bobagens racistas.. Eu não o amava por ser negro, eu o amava por ele trazer paz, o amava por ele me alegrar, por me mostrar o amor...- Ruby chora
- Calma- ele abraça ela- Desculpa, eu não queria ser tão bobo. Esse meu stress, sabe, desculpa mesmo, por descontar em você.
- ...
- Olha, quer saber? Você não precisa ir mais, quer descansar?
- Obrigado, sim ..
- É só eu lançar essa luz em você e simplesmente vai acordar em casa, mais calma e revigorada, feliz. Tudo bem?
- Hihi, faça- Ela sorri
- Lá vai

  E o anjo se envolve de luz negra e a aponta para Ruby, a luz a consome.

  Ruby acorda e o dia estava longe de haver luz, era a madrugada ainda. Ela levanta de sua cama confortável e fofa para tomar água. Caminha até uma estante, pega um copo, o enche de água. Enquanto dá o primeiro gole pensa :

-Nossa que sonho mais louco, não tinha nenhum sentido..Tipo, nada a ver, sem sentido, niilista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário