domingo, 7 de setembro de 2014

Clara - Miragem no espelho (4)

  Lentamente abro os olhos de um sono sem sonhos. É cedo e o sol entra pela janela, a invade..De repente, Sofia sobe em cima de mim toda animada :

- Aaai que noite incrível !!!-diz Sofia toda animada
- O que foi?
- Os dois vieram juntos em mim, se pegavam também e transamos a noite toda. Fizemos coisas que poucos fariam.
- Desculpa, não to muito bem hoje.
- O que aconteceu ?
- Por favor sai de cima de mim..- Ela sai- To com dores muito fortes no corpo todo..
- Eii - Apontando pra minha ppk-Está molhado - Ela rapidamente põe a mão nela
- Aa que isso? - digo surpresa
- Está molhada como se tivesse gozado...
- Hã?!?
- Já falou sobre essas coisas pro doutor ?
- Não...
- Sabe o que pode ajudar?
- O que?
- Sexo
- Aaa mas...
- Xiu - Ela me cala - E o seu amado?
- Eu não amo ele, só...
- Adora ^^
- Não!!?! - Fico toda vermelha - Só preciso de mais remédios....
- Eei, ainda vai se machucar muito com isso.. Por que não para de usar só por hoje?
- Não, não, não consigo...
- Tá viciada, onde está ?
- Ali e tudo o que tenho, essas poucas cápsulas..
- Hmm - Ela levanta e joga pela janela - Pronto, agora você pode ficar bem...
- Aaaahh
- Agora se arrume pro café ^^  , aquele seu lindo vai estar lá..

  Ela sai toda sorridente.....

  Não sei o que fazer sem os remédios....Faz um bom tempo que tomo..........

  Por agora vou tomar café...Pego um short branco e uma blusinha branca bem levinha. Quero tentar ficar bem hoje... Vou ao banho, tomo uma ducha quente, cuido do meu corpo.. E saio e coloco as roupas.. Me olho no espelho, to bonita, mas falta algo...Acho um brinco com pena branca eee...pronto, falta algo ainda. Aaa passo um batom e alguma coisa no olho...Aaaaaa imperfeições........Tiro tudo e pego um vestido azul.....Não me sinto, não me sinto bem.......

  Desço até o lugar que comemos ( do qual não lembro o nome) , estou bem, não aaaa...To nervosa, talvez seja ele, aquele homem. O doutor poderia ajudar, não me falou como o remédio inibia minha vontade de matar...

  Lá estão, todos os loucos do hospício. Todos conversando com alguém, até os solitários. Havia umas policiais com o doutor, seriam pacientes? Como Sofia também está lá, eu vou....

- Olá - digo
- Você está linda, Clara. - diz Sofia
- E desde quando você usa branco e esse chapéu ? Está bonita.
- Clara, bom dia. Me deixe apresentar essas belas damas. Oficial Joanez - Aponta pra uma moça negra de cabelo curto e um olho azul tão profundo...- e oficial Marie - Uma loira com roupas de policial masculina, com cabelos longos, lábios vermelhos grandes e olhos verdes como a floresta atlântica...
- Oi - dizem num coral sem sincronia
- O que as traz aqui? - pergunto - Não estão loucas também ?
- É confidencial...
- A última vez que me disseram isso, era mentira...
- Quer ser presa?!?!  - diz Joanez
- Calma - diz doce, Marie
- Estamos tratando de assuntos da clínica e do hospício em si. - diz Marie
- Hmm...É muito grave?
- Não, não se preocupe. Vai dar tudo certo...- diz o doutor

  Não sei porque isso soou tão estranho...

  A hora do café na cantina ( ufa lembrei) se vai e temos um tempo livre pra fazer algumas atividades. Hoje não me sinto muito bem pra fazer elas....Preciso falar com o doutor...Vou até seu consultório..

- Doutor - bato na porta - Doutoor
- Olá, por favor entre...

  Nos sentamos, reparei que haviam caixas de mudança no chão.

- Vai embora ?
- Uma transferência, não sou mais necessário aqui. - O tom duro não demonstra que algo está errado.. - Não veio por isso, presumo.
- Eu não sabia...E sim, vim por outra coisa..
- Pergunte.
- Não tomei o remédio hoje, graças à Sofia. Não acordei bem hoje e ando sentindo uns sentimentos estranhos.....Como esse remédio agia ?
- Ele inibia seus sentimentos.
- Como?
- Ele bloqueva os excessos e alimentava o cérebro com uma substância que causa felicidade. - ele se levanta - Só que uns dos efeitos colaterais é o fato de seu corpo não mentir...Suor, palpitações, aceleração dos batimentos, tudo isso não consegue ser inibido. Você ficar molhada, é o excesso da substância, que faz basicamente seu corpo se expressar por sua vagina. As alucinações são uma forma de seu subconsciente se expressar, você não sonhava..
- E por que me deu isso?
- Sua ânsia por matar vem dos seus sentimentos. Funciona bem, apenas precisamos de ajustes..
- Você tá me assustando...
- Desculpe....
- ...
- Eu vou para a Áustria, trabalhar com casos mais graves que o seu. Vou conseguir uma boa vida com o que me pagam lá.
- Hmm..Que bom
- Outro médico virá no meu lugar, dizem que ele é insano....
- Oh
- Clara
- Que foi?
- Se cuide....
- Tá...Eu acho que já vou indo..

  Saio...Fiquei meio assustada, nunca o vi assim.....Preciso falar com Sofia.....

Nenhum comentário:

Postar um comentário