terça-feira, 5 de agosto de 2014

Quem matou mais?

  Quando se faz essa pergunta muitas pessoas respondem para grupos específicos como : Ateus, cristãos, muçulmanos, comunistas, chineses, russos e etc. Sempre ligados à um grupo específico. Já se perguntou se isso não é equívoco?
   Todos sabemos dos assassinatos em massa que os nazistas fizeram, mas já se perguntou se todos os nazistas o fizeram?  Muitos também talvez nem concordassem com o nazismo e só estavam por lá porque não conseguiram fugir. O mesmo acontece com os comunistas, a maioria era pobre. Os que matavam(matam, não sei) mesmo nesses regimes era o estado comunista. (Claro que os pobres talvez matassem, mas bem menos).
  Agora na discussão religiosa sempre se lembra das guerras santas e etc e etc. Acontecem equívocos de novo. O Oriente Médio se mata desde sempre, isso é de conhecimento geral. Mas, e de novo, não são todos. Talvez algumas exceções ou mesmo o comércio, não queiram essa guerra por todo lado. A guerra da grana claro, mas o consumidores podem morrer não acha? A guerra faz lucros, porém ela acaba prejudicando muitos os outros setores. É importante um setor pra guerra, só pra extrema emergência, a guerra deve ser último caso.
   E por último, quando se fala nesse assunto, muitos trazem os ateus. Isso não tem sentido nenhum. O ateísmo é minoria, raros os casos de um lugar ter vários. "Ahhh mais no regime comunista.." Não acho que eram ateus. Por quê? Porque eles acreditavam em paranormalidade, tinham um setor de guerra pra isso. Talvez uma espécie de gnose. Pesquisem (tem no morte súbita inc). Isso a URSS. Os chineses são maioria budista, se não me engano, budistas não tem deus(es). Enfim, generalizar assassinatos a grupos específicos é uma tolice.
  O melhor seria considerar o que leva a alguém matar. Raiva, medo, amor, e etc. Sentimentos extremos nos fazem matar. Talvez devêssemos evitar que outros sintam raiva de você por ex, estudar bastante pra perder o medo, amar com cuidado pra não sufocar. Coisas assim evitam mortes....

Nenhum comentário:

Postar um comentário