quinta-feira, 29 de maio de 2014

Relato 112 : Desnecessária

  Tinha parado de escrever sem previsão de volta porque não conseguia .Não sei porquê disso, mas simplesmente não dava. Depois de um pouco de reflexão, conclui que parece que não posso ser feliz. Tudo parecer rodar em volta disso.
  Sou privada de fazer as coisas que gosto, sou privada de sair de um curso que não gosto, existe privação até em relação ao amor, não posso nem tocar o lipe. Amizades o mesmo, sei que não consigo ajudar sempre, mas pelo menos tento. Não vejo isso delas. Enfim, desisto de ser legal. Ninguém se importa comigo. E dai que vão chorar?  Choram porque tenho coisas que precisam, não porque me amam. Amar é irracional, inútil, como arte.
  Minha vida é completamente desnecessária. "Mamãe quer alguém que a orgulhe" Tenho um irmão que faz isso. "Quero uma amiga que me ampare" Sempre tem umas doentes de tumblr por aí. "Quero alguém pra amar " Vai atrás da moça do olho azul. Não tem motivos pra eu viver. To triste de novo, então, só queria dizer que não to afim de falar por enquanto...

Nenhum comentário:

Postar um comentário