sexta-feira, 9 de maio de 2014

Relato 109

  Eu tive uns problemas com meu celular, a desgraça brickou, então não podia nem.fazer nada. Pesquisei muito a solução e não achava. Instalei umas mil vezes o driver da Samsung no pc e nada. O celular não era reconhecido no PC. Eu precisava disso pra restaurar pelo Odin. Enfim. Fiquei offline porque não tenho outro lugar pra acessar com privacidade. A minha é nula. Então, por causa disso, também fiquei sem ouvir música, coisa que fazia pelo celular também, um Galaxy Y Duos velho (tem uns 2 anos de uso).
  Foram dias ruins, cada um deles. Não porque sou viciada e etc. Mas porque o mundo é uma grande bosta. Nas ruas, umas pessoas que eram, de uma forma de falar agressiva, idiotas. Os assuntos delas, a forma de andar por ai, as coisas que compravam e etc. Eu me irritava, queria matar todos. O pior, é que muitos atrapalhavam meu caminho, por mal conseguir entrar no ônibus, mesmo os jovens...A má qualidade e a chatice das aulas se evidenciava mais, sem o celular. Cada aula, um martirio, um desejo de muitas vezes querer simplesmente largar tudo e ir dirigir filmes pornô. (Sério)
  Em casa, o mesmo de sempre. Só que agora percebi quem consegue "mandar" sou eu, sem nenhuma ordem. Não exijo nada de ninguém e etc. Tento não ser irritante, idiota, burra, e etc, coisas que dariam motivos pra um homicídio. Talvez por isso, sei lá, me tratem bem. E também, eu nunca discuto com alguém sem motivo. Muitas vezes acontece de virem discutir comigo sem motivo, rapidamente mostro, isso frustra eles, admitir erros. Porque, não conseguem pensar à respeito. Enfim, eu "mando" sem dar ordens. Não tinha ideia disso, pra ser bem sincera.
  Senti falta de ver o vídeos do youtube, de ler na web, de ficar no g+, de falar com as pessoas até eu gosto, do Lipe. Ouvir música...Foi ruim pra mim..Por aqui é o único meio onde posso expressar em carne viva o que sou. Não posso fazer isso por aí..Porque...bem, talvez explique depois.
  Dessa vez deu pra sentir a mudança de humor da bipolaridade bem evidente. A tristeza extrema por exemplo. Na terça, sentia dores no corpo todo e não tinha feito nada demais. Estava muito cansada. Também ficou fácil ver os efeitos da mania. Ficava muito animada, muito mesmo. Pensava muita coisa, enlouquecia nos pensamentos. Falava rápido, porém "entendivel". Queria matar todo mundo. Eu buscava ficar sem falar ou me mexer muito, pra não mostrar nada.. Em compensação, sofria calada. Mas não foi nada que não tenha sentido já.

  Enfim, foi ruim, só que não foi tanto....

  Depois do nada, fazendo um trabalho, pego o cabo original(mini usb) do celular e em menos de 10 minutos, voltou ao normal. Achava que tinha quebrado, tanto que compraram um celular novo. Por pura sorte, agora tenho dois celular... rsrsr
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário