quarta-feira, 23 de abril de 2014

Diário dos sonhos 13 : Sonhos de um dia qualquer

  No primeiro sonho Lipe tinha vindo aqui pra casa. Veio me visitar. E estranhamente, tudo dava certo, ele se dava bem com meus pais, se dava até com o meu irmão. Incrível. Num momento, entramos na piscina, brincamos um pouco. Depois eu não lembro o que aconteceu, só que fomos pegar um ônibus. Então acordei.
  No segundo sonho eu ia pra um lugar que não tinha nada. Era uma caverna modernizada sem nada ! E do nada aparece a Nay (Nayara Antunes) e me convida pra jogar uma espécie de jogo ultra real. Com realidade aumentada. Era um luta. Ela me vencia fácil nos primeiros rounds, ganhando os dois primeiros. No terceiro round eu buguei o jogo e comecei a ganhar dela. Ganhava fácil. Num momento a peguei pelas pernas, como se fosse transar mesmo, ela ficou assustada. Não queria fazer nada, só era zuera. Enfim, um pouco depois disso o sonho acabou.
  Acordei de novo, era umas cinco da manhã. E voltei a dormir. Nesse sonho eu tinha achado uma banda "perfeita", de rock psicodelico. Enfim, depois disso não lembro de mais nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário