sábado, 15 de fevereiro de 2014

Relato 092 : Verão

  O dia de hoje me lembra umas férias da minha infância. Eu estava ansiosa porque iria encontrar minha amada nas aulas, que estavam pra começar. Ao mesmo tempo, eu começava a ver meus pais de outra forma, como se não me amassem. Também lembro de como eu gostava do céu azul e do tempo fresco. Era muito bom, ainda. Eu ainda saia brincar pra me iludir, sério, pensava nisso mesmo. Ia só pra ter a ilusão que tinha amigos, que alguém ligava pra mim. Não foi uma boa época, por isso to odiando hoje...
  Voltando mais no tempo, eu fiz algumas cirurgias antes das férias pra evitar sair da escola no meio do ano. Então passava alguns verões na cama vendo TV ou o dia todo jogando sozinha. Nessa época, o céu azul fazia meu dia perfeito. Mas, eu não podia andar pra brincar, pois usava gesso. A sensação de não poder brincar lá fora porque não pode andar, eu sei bem. Também sei o que é se sentir impotente. Não podia fazer nada, além de gritar pra pedir por água ou etc. Me sentia inútil. E pra ajudar a aumentar isso, minha mãe me fazia lembrar do sacrifício dela, que ela teve que reverter uma cirurgia pra não ter criança, que ela deixou a terra natal tão amada pra fazer a cirurgia aqui, e etc e etc. Só que eu nunca tive culpa disso. Só tive o azar de ser eu que nasci por causa da cirurgia e o azar de ter nascido com o problema. E exatamente por isso, ela me vê como um brinquedo. Sou apenas isso pra ela.
  Sempre sonhava em ser uma menina linda, só que sendo menino e tendo cicatrizes deixa tudo mais difícil, sem contar que por isso talvez meus pais não gostassem de mim. Então, tudo ficava só em sonho..Era horrível saber que um sonho poderia nunca acontecer. Sei lá....não quero mais falar disso...


......talvez sim, eu deva descansar em paz....

Nenhum comentário:

Postar um comentário