quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Relato 077 : Realidade

  Um número muito pequeno de pessoas se importa comigo, ninguém me ama, ninguém me odeia, só tenho algumas pessoas que posso confiar, meus pais talvez não me odeiem, vou desperdiçar 8 horas do meu tempo por dia, não sou boa com música, talvez eu não saia de casa aos 18, talvez esteja errada sobre tudo.
  As coisas seriam tão fáceis se eu não tivesse que esconder nada. Algumas coisas, como sair do maldito curso por exemplo, eu poderia sair numa boa. Só que não é o que acontece. Toda vez que falo nisso, me ignoram totalmente. Não respeitam escolhas minhas e por isso mal nos falamos. Eu não acho que alguém assim mereça uma conversa. Enfim, me assusta o fato de que já vou fazer 18 anos no fim do ano e não estou preparada pra isso. Eu quero sair logo da casa dos meus pais pra viver mesmo. Só que não tenho emprego, ou uma grana separada suficiente pra isso. Isso me assusta. Tenho várias coisas que queria fazer e não faço justamente com esse problema da falta de respeito. Causa desconfiança e me sinto um lixo com isso. Não to querendo ser “uma rebeldezinha”, eu mereço isso. Primeiro que nunca incomodei meus pais, segundo que sempre fiz o que queriam, terceiro que nunca cometi nenhum delito, quarto que se gritei ou algo assim, estava me defendendo e quinto, nunca trouxe deshonra a família. Sou ótima em diversos aspectos e os meus defeitos só fazem mal a mim. Não acha que alguém nunca fez algo errado e que quando errou, errou consigo mesma, merece escolher o próprio rumo ? Pelo menos o corte de cabelo( não me deixam escolher nem isso ) ?
  (Aff, ta sol hoje (16/01) )Sabe, eu só queria......um pouco de respeito. Não precisava de nada, apenas isso deles. Principalmente pelo fato que vai ser difícil eu perdoar eles por esse descaso.....
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário