segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

O resto...

  Eu não sou poesia, não sou amor, não sou arte, sou o que restou do mundo que acabou. A cada dia morro, minha alma pequena diminui e sangra pelas dores vindas da loucura. Sou tudo que restou, tudo que desprezou durante sua vida. Eu sou a odiada por ditadores insanos, por conservadores caretas, por liberais utopistas, pelos radicais doentes e pelos pobres de espírito...

Eu sou tudo o que restou de um mundo feliz.....

A liberdade que você ignorou......

Nenhum comentário:

Postar um comentário