terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Último dia do ano

  O que posso dizer destes últimos dias do ano...solidão...Voltei a ficar só...Meu namorado não pode falar comigo por causa da internet e do note quebrado, nenhuma das minhas amigas apareceu desde o começo do fim do ano...Enfim, só de novo. Parentes vieram para cá visitar minha mãe. Uma irmã minha e sua família. Vivem me incomodando, me impedindo de fazer coisas que naturalmente faço em casa. O que é ruim, pois são coisas que garantem minha sanidade mental. Como jogar, comer fora de hora, tomar um banho, ou comer alguma coisa. Não posso fazer nada que já começam a me incomodar...A raiva volta, mas não posso fazer nada.
   A raiva que não sai vira em vontade de morrer.. O calor que faz contribui para que pareça o inferno por aqui. Tenho a sensação que sou a única que está tendo um fim de ano de bosta..Aliás, me pergunto se o ano se divide assim, se existe uma divisão real disso. Afinal,todos os anos são iguais, parecem acabar quando você muda.  Enfim, não estou feliz, não tenho com quem falar, não tem como falar com ninguém (sem internet), não tenho refúgio, não tenho paz, não tenho amor......estou sem nada...morta...

Nenhum comentário:

Postar um comentário