quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Relato 070 : O que realmente faz a diferença...

  Talvez eu realmente não saiba apenas porque sou jovem e blabla. Mas já parou pra pensar o que faz a diferença mesmo ? Não falo em grandes acontecimentos em livros de história que talvez nem tenham sido tão grandes assim. Falo de sobreviver. Quando gasta o tempo da sua vida trabalhando e vai lá, finalmente comprar sua linda casa, o que fez a diferença ? Seu peso ? Sua altura ? Seu sexo ? Sua religião ? Sexualidade ? Não, a ação. Você poderia muito bem gastar tudo com outras coisas, mas não, escolheu a casa. Quando conhece alguém especial, gosta dessa pessoa e ela também, o que faz tudo acontecer é a ação. A coragem de agir, continuar apesar de tudo, isso faz a diferença.
   Algumas pessoas talvez digam que a sociedade, o governo, as famílias e etc, as impedem de serem o querem. Depois da criação do fascismo, veio uma grande lição : não seja o grupo odiado. Às vezes, torcer pro time adversário falsamente salva sua vida. Se for ateu, não dizer coisas de ateu no meio de um monte de cristãos, afinal estão em maior númeroo (olha o que fazem lá no oriente como exemplo). Pode parecer infantil (e é), mas na verdade garante sua integridade física, mental e moral. Do que adianta sair por ai flutuando como uma borboleta, se vão te ofender, xingar, talvez até te bater por isso. As pessoas são bobas, funcionam como cães, com a diferença que os cães são mais espertos : mostre o gato e ele mata. Já vi cães e gatos em paz, só que isso é raro. Vai ser o que ? Acabar com o preconceito ou se esconder ?
  Primeiro que preconceito nunca acaba. Por mais que as forças aliadas tenham acabado com os nazistas na segunda guerra, muitos ainda estão por ai. Todos os ideais do pequeno Adolf continuam em muitos corações. Ainda temos coisas ativas como religião, que se dedicam a pregar o preconceito. Religião está longe de acabar . Se esconder parece a melhor opção, enfrente seus fantasmas na hora certa, não toda hora. Se mudar é mais fácil que mudar o mundo.
   Para sobreviver é necessário ser uma pessoa culta, que conhece muitas culturas. Assim, poderá se moldar facilmente. As roupas tem que ser daquelas que não levantam bandeira a nada, assim fica mais fácil. O conhecimento é essencial.
  Enfim, talvez você não queira se esconder. Mas lhe digo : não se luta uma guerra todo dia. Você pode ser você, num lugar que as pessoas mereçam ter você sem censura......

Nenhum comentário:

Postar um comentário