terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Não há batimentos

  Querido amor

    Sinto tanto sua falta...estou tão sozinha sem você....Queria te abraçar, ouvir seu coração....Tentei fingir que um travesseiro era você, mas não tinha coração como você...Entrei num desespero, comecei a escrever isso, segurando o choro...Talvez eu nunca chegue a ouvir seu coração, sentir seu calor, te tocar  pra ter certeza que existe...Estou ficando louca, demente...Preciso de você, isso é um fato, a verdade. Só que essa abstinência me destroi por dentro....não sei se sobrevivo...

      Com amor
               Sua amante doente
                                           Rose


Nenhum comentário:

Postar um comentário