domingo, 3 de novembro de 2013

Diário de sonhos 007 : Volta no tempo !?!

  O sonho começou quando eu era criança. Diferente daquela época, eu havia recebido superpoderes. Podendo fazer qualquer coisa, desde atirar um raio plasma da mão e até teleporte, e porque não, volta no tempo. Eu era deus. Interessante foi quando voltei no tempo ,alguns detalhes daquela época realmente voltaram. A passagem de ônibus era 2 reais (a atual é 2 e 90), era possível ver o mar do meu bairro (o que nunca vi na minha infância aqui no bairro), o cheiro do mar salgado dentro do ônibus pois antes as pessoas o usavam mais para ir pra praia. No começo do sonho eu era apenas uma criança, uma menina (nos meus sonhos bons sou uma menina, nos que envolvem pesadelos sou menino). De uma forma ilegal, entramos nos fundos da escola do bairro, entramos pois estava acompanhada do meu irmão(que estava mais velho que eu, tinha a aparência atual), um gordinho que eu não conheço e no sonho sabia quem era, e só. Entramos lá, não sei porque. Ambos os garotos sabiam dos meus poderes, vivam me advertindo sobre problemas e etc, numa parte teleportei um carro da polícia para uma garagem, ai "Não,não, não faça isso !". O estranho que no sonho, meu irmão não parecia ter irmão, lá também vivia mais cercado de amigos. Outra coisa, eu voltei no tempo, meados de 2004, meu irmão parecia ter uns 13 aos, o que me leva a concluir que ele nasceu mais cedo.
   Depois de ter entrado pelos fundos da escola por nada à noite, como era período de férias, apenas a diretoria e etc estavam lá. Tentamos sair pela frente da escola, só que a atual coordenadora (o que é estranho pra mim, sendo que ela só entrou lá ano passado) apareceu. Ela nos perguntou da matrícula, nos encheu de documentos para preencher, inclusive pra mim, uma menininha de 4 ou 5 anos, mesmo como tudo isso, fomos fazer um picnic, com ela junto. O tempo todo ela foi gentil, na vida real ela não é assim.
   Depois de ter comido, me teleportei, não se foi pro futuro ou passado. Emfim, fui correndo de bike para lá, talvez para ver se tinha voltado ou avançado no tempo. No trajeto eu ficava brincando com meus poderes de teleporte, avançando como o Noturno dos X-men. Cheguei na escola e dei uma olhada rápida, nada mudou (hahaha). Tinha um ponto de ônibus na avenida principal que corta o bairro. Esperei pouco tempo e o ônibus apareceu (por causa disso pensei que era o futuro, os ônibus eram bons, não futuristas, o que pode me fazer concluir que era passado). O ônibus tinha o cheiro de mar, era umas 18 horas e parecia que ia chover, mas era lindo. Entrei no ônibus, feliz pois pagava só 2 reais (hehe). Nessa parte virei homem (de uns 21 anos) (ok, a parte da bike também era, lembrei) . Logo que entrei me deparei com uma moça linda de vestido branco, parecia ser sempre esquecida, pelo olhar e etc. (Sei quando alguém não está bem, pois já me senti uma vez assim).  Puxei conversa, não lembro com o que, pareceu agradá-la. O começo da conversa, não lembro, apenas que no meio "Aqui seria bom mesmo se fosse uma península." ela "Uhum, uma península.."(rindo), eu "Tem uma conexão com o continente, é mais romântico. Se quiser uma ilha, é só esquecer a parte península.". Ela parece ter gostado de mim, não lembro o que falamos bem, mas dos assuntos, livros, filosofia, música , e etc. Outro detalhe que lembro é que disse num momento "Num começo de relação, um homem e uma mulher, tem 7 horas para gostar um do outro. Podemos gastar 2 horas num cinema, 2 horas num papo filosófico, 2 horas jogando um jogo (risadas) e 1 hora no que der pra fazer."
   Dai o sonho acabou.
    Sobre a viagem no tempo, acho que no começo talvez tenha sido o passado. Pode ter sido um universo pararelo, onde eu não existia. Não sei como a minha existência se mantinha, sem contar com todos os poderes. Eu era uma menina, talvez a primeira viagem mudou meu sexo. Eu era fofa, parecia um pouco com a Tsutsukakushi Tsukiko na fofura. Na viagem pro futuro, eu era homem, de novo a viagem no tempo, mudou meu sexo. Só sei que a viagem no tempo é complicada de se entender, tenho interesse no assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário