segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Espiral de fractais

  Me sinto perdida, mesmo sabendo pra onde vou. Eu vou pra terra do sol constante, onde a terra não tem água, onde o gado morre e vira cinzas, onde a vida não vive fácil. E lá, encontrarei meu amor...Mesmo sabendo pra onde vou, me sinto caindo numa espiral de fractais.
  Hoje o sol está forte, os dias são claros, o céu é azul, nenhuma esperança voltou. Vejo as pessoas como carne ambulante, sua mente vazia dá o mérito pra tal. É tudo mentira, a humanidade em sua maioria não é humana. Todos são a mesma carne sem vida. Quem se pode conversar, interagir, confiar, são poucos, quase extintos e vivem nas sombras buscando luz.
  A felicidade é passageira, mate seu tédio, pode acabar rindo no final. Feliz é aquele que sabe ignorar as coisas certas,  só que para ignorar, se deve saber o que é. Algumas vezes só precisamos de um abraço ou um sorvete•. No fim dia vou dormir e esqueço que estou caindo....numa espiral de fractais...A felicidade vem quando esqueço que ainda caio nessa espiral sem fim.

Notas : • Meu amado que me disse "A felicidade é passageira, posso conseguir com um sorvete." Gostei tanto que quero que seja reconhecido ^^

Nenhum comentário:

Postar um comentário