terça-feira, 17 de setembro de 2013

O mundo é movido pelo amor...

  Um dos motivos de pensar nisso é o constante caos que é mundo. Isso explica guerras, segregações, mortes, preconceitos e etc. É por amor a nação que uma nazista era motivado. Pelo ideal ariano. O mesmo que terroristas nacionalistas vivem dizendo "Amamos nosso país.." e com essas justificativas temos uma guerra milenar no Oriente Médio e uma Guerra Mundial que acabou em Kbooomm. Fazer as coisas por amor é um perigo enorme, porque o amor não é racional. Basta ver o mundo. Mães sufocam os filhos com seu amor os proibindo de ser o que são para se tornarem o que elas querem, pelo bem dos filhos...Mas isso causa um mal enorme, criando-se um ser sem "alma". Sem nada que possa chamar de personalidade. Graças ao amor, pessoas devotam a vida num personagem de um livro que gostam, fazem templos, chamam de religião. E ai de um se achar que aquele personagem não é real, "Queime na fogueira e jogue cartas com o diabo no inferno !!" .  Tudo por amor. O fanático em qualquer coisa é um ser estático. Nunca muda e sempre será o mesmo amante louco pela aquela coisa. Logo, qualquer mudança é uma ofensa. Porque aquilo que ele ama, quando muda, em parte, deixa de ser a mesma coisa. Ele rejeita o novo e se enterra no velho. Existem que morreriam e matariam por amor. Os kamikazes ( pilotos suicidas que na segunda guerra se lançaram na base americana Pearl Harbor) voavam por amor. Toda honra, toda paixão por uma nação, que se torna o sentido da vida deles, se não a própria vida. E por amor ao Império Japonês se jogaram contra a base americana. Por serem amantes da própria religião, judeus e islãs se matam há séculos. Tudo por amor e por amor todos morrerão...

Nenhum comentário:

Postar um comentário