quinta-feira, 25 de julho de 2013

Relato 032 : "Preciso de amor"

  Me desculpem por não ter postado antes. É que ando muito mal, passei o dia 24/07 e o dia 25/07 chorando. Passei o dia na cama fingindo que estava dormindo. Bem, não estava, mas estava lá chorando e tendo meus pensamentos auto-destrutivos. Coisas como "Comprar uma arma, matar umas pessoas", "virar serial-killer", "queimar animais", "Me cortar inteira e esfaquear umas pessoas". Não pensei em matar meus pais, seria uma honra para eles morrer em minhas mãos, não quero dar esse prazer. Eu pensei em tirar um dia no futuro, subir o morro, comprar umas armas e lsd, beber vodka, comprar umas putas e putos e depois massacrar umas pessoas. Depois fujo para algum país subdesenvolvido ( avá, América do Sul), lá viro assassina de elite, mudo meu rosto e contínuo matando. É assustador, mas só penso coisas assim o dia inteiro. Não posso contar pra ninguém, aliás não posso contar com ninguém. Eu quero morrer logo, tenho certeza que vou morrer cedo. Não tenho muitas expectativas para o futuro, só quero viajar até a Bahia e conhecer uma pessoa especial ( não vou dizer quem) .
  Apesar de pessoas que gosto de verdade me falarem coisas como : "Se morrer vai perder as coisas boas que podem lhe acontecer" e "Muitas pessoas vão sofrer com a sua morte". Sem querer ser grosseira, não me importo mais. O que define uma coisa boa pra mim ? A minha percepção e sou uma estúpida, nunca consigo aproveitar nada. Sim, pessoas vão sofrer com a minha morte. Não me importo se vão sofrer, aliás quero que algumas pessoas sofram por causa disso. Com exceção de umas pessoas. Não quero virar martir ou exemplo de pastor babaca ou as pessoas começarem a dizer "como ela era especial", pois isso me faz sorrir e dizer "Que bom que me matei". É difícil ficar pensando em formas de morrer (que são infinitas), drogas para usar ( que são de tipos variados) e como se auto-destruir.
  Tenho sorte de ter uma pessoa que me ame de verdade, no final do dia 25/06 conversamos pelo chat e ele conseguiu me fazer sentir um pouco melhor. Mesmo com letras escritas. Imagina se estivesse comigo....Sabe ele me faz tão bem. Amo tanto ele....
 

"Armas são coisinhas úteis. Com uma bala é possível acabar com uma guerra." Marlin Rose Jones

Nenhum comentário:

Postar um comentário