quarta-feira, 10 de julho de 2013

Relato 030 : Recomeço

Este post era pra ser a minha carta de suicídio se pessoas que se importam comigo de verdade não tivessem feito nada. Mesmo longe puderam me ajudar. Me fazer sentir melhor. Coisa que recentemente poucas pessoas conseguiram fazer. Não sei nem o que dizer e como agradecê-los por terem me ajudado. É muito estranha a sensação de ter realmente me tornado sem pais, não no sentido literal, mas que emocionalmente nunca tive pais. Agora a minha suspeita se confirmou...
  Bem, pelo menos tenho pessoas em que posso confiar, estão longe,, mesmo assim posso confiar. Sabendo disso, me sinto criança de novo. Apesar de apenas termos conversado por chat, pelas palavras, eles conseguiram escrever de uma forma que me fez ter vontade de viver. Talvez até conhecê-los...
  Agora quero recomeçar...
  Hoje não tinha aula, porém a vadia puta (minha mãe) me acordou gritando. Odeio ela. Fui mesmo assim e enfim, eu não sabia que não havia aula pois o horário das aulas tinha mudado. Quando descobri isso pensei que voltar pra casa seria um saco. Pensei em ir no cinema, infelizmente o shopping é feito para os nobres que acordam tarde e por isso estava fechado. Ainda tinha o centro. Fui pro centro escutando algumas músicas que tinha baixado do Love Battery, muito boas por sinal. Chegando no centro fiquei com vontade de tomar suco de uva antes de ir passear. Fui tomar o suco de uva, achei incrível como o cara que faz o suco tem habilidade em fazer aquilo. Ele fazia tudo numa velocidade extraordinária. Depois do espetáculo fui passear. Fui na praça e fiquei um tempo sentada vendo as pessoas. Depois andei em várias ruas, cheguei a receber um cartão de visita de um putero. 65 reais algo assim. Parece bom rsrs. Bem, não sou disso. Fui numas ruas que nunca tinha ido, numa delas tinha uma chocolateria e lá comprei chocolate, branco e aqueles tipo m&m , gostoso. Esqueci de uma coisa importante, consegui comprar o livro Admirável Mundo Novo do Aldous Huxley, fiquei feliz porque todas as vezes que fui comprar não tinha, e advinha hoje tinha. Resolvi voltar pra casa. E como não tava meio que no horário de voltar, fiz um passeio pelo meu bairro. Cherei algumas flores no processo. Tudo o que fiz foi muito simples , porém era o que eu queria fazer mesmo. Era do fundo do coração mesmo....

"Existem dois tipos de problemas : os externos e os internos. Às vezes o primeiro pode criar a ilusão de há problema no segundo. " Marlin Rose Jones

Nenhum comentário:

Postar um comentário