domingo, 7 de julho de 2013

Regras

"Não há regras, apenas promessas." Marlin Rose Jones

  A convivência humana para acontecer precisou de regras, pricipalmente quando se trata de culturas diferentes. O que uma cultura pode entender como certo a outra pode entender como errado e vice-versa. Por isso foram criadas as leis, as regras de etiqueta, regras de trânsito e as outras demais para que uma ordem seja instalada. A lei que diz que roubar é errado se não existisse, quantos roubos aconteceriam ? Imagine agora, quantos roubos essa lei evitou que acontecessem ? Sem regras a sociedade num primeiro momento seria selvagem e num segundo voltaria a abraçar as suas regras, pois nelas segurança tem e nelas segurança buscam. Por isso acredito que a anarquia possa ser algo utópico. O Estado é a representação máxima das regras, pois ele teoricamente pune quem não anda na linha. Mas nada impede você ou eu cometermos um crime, temos toda a liberdade de ir lá e fazer, seremos punidos ok, podemos fazer e é isso que todo seguidor de regras esquece. Como eu já disse, regras não passam de promessas. Se você concorda com uma regra, você promete-a, isto é, se você concorda com a regra que proíbe fumar em lugar fechado, você promete que não vai fumar em lugar fechado.
  As regras são definidas a partir da consciência coletiva e das necessidades do Estado. Para evitar revolta contra si, o Estado procura muitas vezes agradar a população. Por isso muitas vezes as regras são definidas a partir da consciência coletiva. No fundo mesmo, são poucos na política que querem fazer um trabalho decente, mas um que pareça. Assim agradar o "povão" é uma ótima alternativa. Algumas mudanças acontecem por isso e raramente por causa de uma mente célebre que consegue se eleger. Na minha opnião apenas acatar o que o povo diz não é uma boa opção, pois por exemplo foi esse mesmo que gritava pela redução da maioridade penal para reduzir a criminalidade. Essa "solução" apenas aumentaria o número de presos e a necessidade de se ter mais presídios. Do mesmo povo já ouvi falar na pena de morte. Portanto são perigosas as consequências de apenas fazer o que o povo manda antes de analisar se é viável e/ou resolveria o problema em questão. Um político de verdade faria isso. Isso é raro...
  Os animais que vivem sozinhos não tem nenhuma regra a seguir, já em sociedade se tem muitas. As regras facilitam a vida em sociedade, sem elas nada me impediria de explodindo coisas. Nesse caso aceitar essa regra seria como dizer "Tá bom, não vou explodir coisas por aí". Ajuda a convivência, evita abusos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário