sábado, 8 de junho de 2013

Relato 019 : Flores não andam

  Essa semana tive um problema pessoal que me abalou muito. Era como se todos aqueles momentos de felicidade fossem falsos e toda dor fosse puramente real, isto é, apenas existia a dor. Pensei em suicídio, sério, eu já pensava: "Onde será que compro armas? No morro dominado pelo tráfico, e se eu não conseguir pagar o preço deles, simples, me prostituo." . Essas idéias vinham à tona nesses dias.
Eu acabei excluindo todos que falavam comigo.....e mesmo assim eles insistiram em falar comigo para me ajudar . Uma amiga me convenceu a não me matar e seguir em frente, a correr atrás das flores da vida que ainda não achei. Ah, como seria bom se as flores andassem e viessem até nós, mas assim acabaríamos não aprendendo que a vida ( a viva, com muito prazer) é para os que merecem, pois lutaram por ela, tiveram a coragem de nadar contra a correnteza para alcançar a felicidade. Acho que isso serve para todos, não apenas a mim, a vida é um investimento arriscado com muitos altos e baixos com resultados muito bons se você tiver a coragem de investir no que ama (realmente).

(ps: Muito obrigado, amiga! Não sei nem como agradecer....)

Nenhum comentário:

Postar um comentário