segunda-feira, 10 de junho de 2013

O verdadeiro doente

  Estou com gripe desde ontem(9/6), hoje estou bem melhor, pois ontem tive dor de cabeça, um certo nível de desequilíbrio ( dificuldade de ficar de pé) , tosse seca, febre e coriza. Agora estou melhor, que bom que isso tudo é só gripe e pode ser curada, muito diferente de uma doença chamada estupidez e outra com menos de 1% chance de cura conhecida como fanatismo. Não que eu esteja esquecendo que existem doenças, como aids e câncer, é que a doença da estupidez e do fanatismo não tem nenhuma possibilidade de cura ou é quase nula, já doenças como o câncer, muitos avanços em direção à cura já foram feitos. Em milhares de anos nunca ninguém conseguiu curar, nem a estupidez nem o fanatismo.
  O fanático é um obsessivo, para ele a crença dele é a única válida e quem não a segue é um otário, que vai parar no inferno idealizado pela crença dele. Acredita ele, que crer no que ele crê, não é algo necessário, mas obrigatório e lógico. Tudo que essa criatura cega faz é em nome da crença dele, "Vamos queimar algumas pessoas, são pecadoras ("elas não tem dinheiro" algo mais contemporâneo)!" diz ele, não importa o quanto mal e criminoso o que faz, tudo é justificado pela crença dele, segundo ele. A cura disso, desconheço e gostaria de conhecer, porém tenho sérias suspeitas de que é incurável, cura existe mas é muito rara, que chego a duvidar se existe.
  Todos nós erramos na vida e com esses erros aprendemos, alguns seres fazem o oposto, insistem no erro, conseguem fazer a proeza de cair duas vezes no mesmo buraco, mesmo depois de uma pessoa desconhecedora da estupidez desse ser, a ajudar a sair. Quem é essa criatura? O estúpido. É aquele que ignora porque acha ser mais inteligente, é aquele que insiste no erro, é aquele que não sabe discutir pois apenas escuta a si mesmo. Nunca discuta com um estúpido, ele não sabe fazer isso, apenas o ignore. Qual a relação entre o estúpido e o fanático? O fanatismo é um produto da estupidez, por isso quando você se torna um fanático consegue sim, ser um estúpido. Porém o fanático, não sei como, um dia consegue voltar a normalidade, não sei se por desilusão ou sei lá, o que importa é que é possível mesmo sendo raro. Diferente do estúpido, que sempre será um, porque ele ignora tudo, diferente dos fanáticos que pelo menos escutam o exterior para negá-lo.
  O fanático é estúpido por negar tudo que vê e o estúpido é um fanático por negar tudo o que não vê. Alguns levam essa coisa do fanatismo para um lado exclusivamente religioso, claro existe isso na religião, só que não exclusivamente lá. Existe na política, na filosofia, nos esportes, nos videogames, em séries de tv, nos relacionamentos amorosos e outros grupos, lugares e coisas que fazem as pessoas se sentirem seguras. O estúpido consegue se inserir em muitos meios, como o mercado do bairro até um alto cargo político. O que o faz ter alto poder destrutivo, temos ótimos exemplos na história humana, inclusive alguns recentes. Quanto ao fanatismo , toda semana nos jornais os vemos em ação, seja matando pessoas na rua até mesmo explodindo coisas.
  Portanto, cuidado com essa gente, nem matar resolve pois podem acabar virando mártires,como disse antes, exemplos de estupidez são muitos na história, você não vai querer dar a honra de mais um estúpido se tornar mártir? O fanático como vai ser visto, "uma pessoa fiel as próprias crenças" é isso que vão dizer nos jornais, que adoram coisas assim, e por isso sou contra jornais, em outro post explico melhor. Mas enfim, cuidado com esses verdadeiros doentes.

"O que apenas ouve a si, escuta tão bem quanto um surdo."
                           Marlin Rose Jones
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário