domingo, 16 de junho de 2013

Altruísmo autodestrutivo

  Ajudar todos que puder, significa que você é uma pessoa boa. Sim, com certeza ajudar aos outros é bondade, e tem uma certa dose de egoísmo. Pois, geralmente quem ajuda aos outros, pensa em algo em troca, um obrigado, outro favor, um sorriso,etc.. E essa boa sensação vai para quem ajudou? Não, a pessoa ou não vai nem ligar ou então ela vai se sentir grata, ai sim ela vai dar aquela recompensa que você espera. Ou seja, se você ajuda alguém por "bondade", ajuda para ter em troca algo, aquela sensação de que fez algo bom por exemplo. O problema é que se acaba-se querendo ajudar quem não merece, e que quem não merece, em raros casos tem algo a oferecer. Aí se faz tudo pela aquela pessoa, mesmo ela não merecendo. Com o tempo, o ajudante se sente inútil, pois a função dele é ajudar e se não está conseguindo, acaba se tornando inútil. Essa é a lógica de quem ajuda quem não merece, não enxerga que com aquela pessoa se está perdendo tempo, e o tempo você não pode chegar e dizer "Me devolve aqueles 10 minutos que te emprestei!", não tem como pegar de volta o tempo perdido.
  Nós humanos sempre queremos algo em troca do que fazemos, ou você faz alguma coisa sem querer algo em troca? Se trabalha no que não gosta ,porém ganha bem, você pode até dizer que trabalha sem motivo, mas o que talvez te mantenha um tempo à mais lá, é o bom salário. E se coisas, como comer, não oferecessem o prazer da saciedade e não fosse uma necessidade, você faria? Eu não gosto de ouvir funk ostentação, será que vou baixar toda a discografia de um Mc alguma coisa e colocá-la no meu celular para ouvir? Não né, porque não gosto,e, em coisas que não envolvem coisas essênciais( como respirar, comer, sexo, etc) simplesmente não vou ouvir esse tipo de música, pois não dá o prazer de que eu sinto quando escuto músicas que gosto. A troca aqui nesse caso seria a satisfação de ouvir a música que gosta.
  Tudo o que fazemos é baseado nisso, acendemos uma lâmpada para iluminar o ambiente, talvez para testá-la, ou ainda para um projeto de escola. Sempre existe uma motivação, do contrário não fazemos a atividade. As pessoas acreditam em um deus por segurança (a maioria), se essa divindade não oferecesse essa segurança por acaso acreditariam nela, e além a venerariam? No caso de deidades más, acreditam porque dão um sentido ao sofrimento delas, a tristeza pode ser causada por um espírito, segundo algumas religiões. Sabe aquele sorrir sem motivo, pois é tem um motivo, sorrir mesmo "sem motivo" dá uma sensação boa, mesmo estando triste.
  Portanto, ajudamos pelo prazer de se sentir fazendo o bem, pela recompensa (o obrigado, um sorriso, dinheiro, outras coisas mais) e etc. Quando o ajudado não é merecedor, ele não vai se sentir assim, pois alguém que se vê como um não merecedor da ajuda, vai se sentir na obrigação de retribuir. Quando você gosta e essa pessoa gosta de você, não deixe de ajudar ela, nessa pessoa você pode confiar, pois gostar de alguém envolve um processo de confiança. Só ajude quem se fazer por merecer, pense que a sua ajuda é uma recompensa aos que a lutaram por ela, mesmo a ajuda não tendo tanto valor para as pessoas, a ajuda é deveria ser mais valorizada. Para ser ajudado, faça-se por merecer. O altruísmo autodestrutivo é ajudar quem não merecesse.

(Ps1: Esse post é uma indireta à todos que ajudei sem merecer na escola, na vida, no videogame, em coisas simples, em coisas complexas, a comprar algo, e etc. Apenas desejo que tenham problemas. Não me venham me dizer que desejar o mal aos outros faz mal, já que a mente não é capaz de influenciar a realidade, se fosse assim não teríamos pessoas estupradores de crianças, pois ninguém (com exceção deles mesmos) gosta de deles, assim desejamos morte à eles, acontece isso de eu desejar a morte deles e acontecer? Vamos apostar então? Se daqui uma semana o Luan Santana terminar a carreira de cantor, vou acreditar que a mente influencia a realidade.)

(Ps2: Desculpa a paranóia de ps1 rsrsrs)

Nenhum comentário:

Postar um comentário