sexta-feira, 31 de maio de 2013

Relato 017: Melhor ?!?!

  A um tempo atrás eu tinha muita raiva, a tristeza consumia o meu coração, a solidão era a minha companheira e a minha perspectiva de vida era a morte lenta da forma mais dolorosa possível. Mesmo me sentindo melhor, hoje continuo a mesma trágica, pessimista e irônica, é algo meu, quanto a raiva ela diminuiu pois tenho mais lucidez do que antes, a solidão diminuiu tenho alguns amigos agora, ficamos amigos pela internet mas até agora eles só me fizeram sentir bem, inclusive um deles me deu uma nova esperança (que alguns eventos conseguiram derrubar infelizmente.).
  A vida é essa, um momento você não aguenta nem respirar e em outro você quer respirar. Hoje pretendo sair mais, explorar mais esse mundo colérico, aproveitar o ar, respirar o gás carbônico do centro da cidade, o inflar os meus pulmões com o oxigênio das matas, ver a água suja correndo pelos córregos e procurar um córrego com água limpa para mergulhar.
  Tem uma coisa que eu não entendo e nem compreendo: como pessoas que convivem, moram comigo e me "conhecem" desde sempre conseguem ser tão frias, odiosas e meus piores inimigos, não posso confiar na minha família, ninguém com que estudei e em ninguém que sempre conheci desde a infância? Talvez eu não goste deles porque o convívio foi forçado, não foi algo como conhecer uma pessoa, gostar dela e ela gostar de mim, e depois ela e eu podemos confiar um no outro, não foi assim com nenhum destes que havia citado.
  Enfim, procuro a minha vida e a procura tá difícil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário