segunda-feira, 13 de maio de 2013

Privação de sono

  Eu acordei estranha hoje(13/05) Eram 6 da manhã e eu não estava cansada, fui dormir pelas 3 da manhã. Sabe antes eu ia dormir meia-noite e acordava cansada. Ontem me levantei da cama sem dificuldade, eu sentia o momento mesmo o mais fútil.
  Eu via a neblina da manhã, as árvores com detalhes antes nunca vistos, eu me sentia consciente agora e antes me sentia fora do mundo.
  Eu não tinha passado, eu não tinha futuro, eu só sentia o presente. Tudo parecia um sonho. O meu coração queimava de tristeza e felicidade ao mesmo tempo, eu sentia uma euforia.
  Eu estava feliz, nada de depressão nervosa, apenas uma doce e inocente felicidade. Tudo parecia um sonho, um bom sonho.
  Pretendo fazer isso de novo, e escrever com mais detalhes as sensações.

--------------------------------------------

  Hoje eu acordei(14/05) mal, não deprimida, mas cansada, mesmo assim, sem vontade levantei da cama com facilidade. Eu estava inconsciente, viajava para qualquer pensamento na minha cabeça e me desligava do mundo. E parecia que eu não tinha sentimentos, não reagia a nada.
--------------------------------------------
  Comparando: os dois dias de privação do sono, o primeiro foi o que dormi menos e o segundo dormi umas 2 horas à mais. No primeiro eu me sentia feliz e no segundo não tinha nenhum sentimento. Isso para mim é muito estranho, essa mudança de sentimentos de um dia pro outro. Eu vou dar uma pesquisada nem que seja na wikipedia.

--------------------------------------------

  Hoje(15/05) acho que senti algo que é parecido com o estado de nirvana. Acordei com preguiça, então tirei uma soneca de 5 minutos e levantei, não por obrigação mas por responsabilidade,eu sentia que devia ir e não apenas por obrigação, mas sim por responsabilidade. Algo como um sentimento de "eu devo fazer isso".  Tomei um café com bolo bem rápido, isso não garantiu que a minha fome morresse.
  Eu estava sem sentimentos, pela manhã e a partir das 10 da manhã, eu me sentia bem. Algo como um estado de compreensão e sabedoria, no primeiro dia era como se o mal não existisse e hoje eu me sentia parecido, só que era como se eu compreendesse que o mundo. Compreendesse o mal e o bem.
 
--------------------------------------------

Conclusão

  Eu acho que tudo isso tem um pouco a ver com a minha dieta e as horas de sono. No primeiro dia eu havia feito um sanduíche à noite para esquentá-lo de manhã, era um sanduíche de carne moída com queijo e mortadela, não é muito saudável mas extremamente bom e matou a minha fome na medida certa. As poucas horas do sono, que pode ser chamado de soneca, foram restauradoras. Já no segundo dia, na tentativa de ficar acordada até às 3 manhã, acabei adormecendo 1 da manhã, 2 horas à mais de sono. Acordei cansada porque acho que não dormi muito bem, eu viajava em qualquer pensamento e o meu café da manhã foi café com bolo. No primeiro dia o mundo era um sonho, no segundo eu não fazia parte dele pois eu estava viajando na minha cabeça, no primeiro dia tudo eu percebia e tudo era lindo, nesse dia a minha percepção havia se expandido, no segundo dia eu era indiferente com o mundo, me distraía facilmente com qualquer pensamento, o mundo não existia nesse dia.
  Já o terceiro dia foi a combinação dos dois, dormi normalmente à meia-noite. Acordei com preguiça, não feliz ou cansada, mas sim com uma simples preguiça. Tirei uma soneca de 5 minutos que junto com um sentimento de "devo fazer isso"(que era levantar e ir para escola) foram suficientes para que eu levantasse. O meu café da manhã foi exatamente igual ao do segundo dia, café e bolo. Eu não ligava para a fome. Eu fui normalmente para a escola, com aquela preguiça sem fim.
  Até que, aproximadamente às 10 horas da manhã eu entrei nesse estado de compreensão e sabedoria, era um misto do que senti nos dias anteriores, só que ao mesmo termo.
  Enfim, eu só queria compartilhar isso porque eu acho que isso não algo normal, pode até ser uma doença, isso eu não sei. Agora só penso em dormir bastante para compensar essa experiência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário